sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Nacional faz alerta para o carnaval

Como já se sabe, todo carnaval de rua, além do ritmo do samba no pé e da  alegria das escolas de samba e trios elétricos, é movido com confetes, serpentinas, balões e muitos outros efeitos que fazem a festa dos foliões ficar ainda mais divertida. Porém, é necessário muita atenção sobre onde usar estes efeitos, para que não afetem ou facilitem uma descarga elétrica ou até mesmo um incêndio nos fios que sempre estão presentes nestes lugares.

A Nacional Energia orienta escolas de samba e a administração  municipal  sobre a segurança no Carnaval. A empresa orienta os organizadores das festas sobre os cuidados especiais que devem ter com a montagem, desmontagem e movimentação de andaimes e estruturas próximas à rede elétrica.

“A mesma orientação que prestamos numa construção civil ou reforma predial: ao manobrar barras de metal, canos, arames, trilhos, suportes de luminosos é preciso redobrar os cuidados para evitar a proximidade com a rede de energia elétrica, ressaltamos, agora, aos responsáveis pela instalação das arquibancadas, camarotes, estruturas e enfeites de carnaval”, explicou o gerente regional da Nacional, Erick Gustavo Sampaio.

Os cuidados precisam ser redobrados com os fios também, como os fios instalados no alto dos postes estão energizados, isto é, conduzem eletricidade permanentemente, o risco é grande e qualquer descuido pode ser fatal. “Os fios se encontram em altura segura para os veículos e pedestres que circulam sob a rede. Mas no carnaval, essa regra é quebrada pelo homem que fica cada vez mais próximo da rede de energia elétrica. Todo cuidado é pouco para que a brincadeira não resulte num grave acidente”, orientou o gerente da empresa.

O folião deve ter muita atenção na hora de soltar fogos de artifício próximo às redes elétricas, pois podem provocar o rompimento dos fios da rede.  Além dos fogos, não deve ser utilizada serpentina de papel alumínio ou metalizada por cima dos fios. É preciso ainda muita atenção com os balões metalizados. Qualquer objeto na rede pode provocar interrupções no fornecimento de energia e até acidentes graves.

Quem desfilar nos carros alegóricos, nos carnavais de rua, deve ficar atento com a distância segura da rede elétrica. “A preocupação nestes casos também é com o transporte dos carros por vias onde a rede elétrica atravessa avenidas e ruas, até o local do desfile. Para a segurança, os carros alegóricos devem ter no máximo 5 metros de altura. Ao ultrapassar esse limite de segurança o folião corre o risco de, por descuido tocar a rede de energia elétrica e provocar acidente e até a morte da pessoa. Muitas vezes, encontramos pessoas em cima do carro, com um pedaço de madeira, tentando afastar os cabos para o veículo passar”, disse o gerente.

A instalação de arquibancada próxima à rede elétrica também pode resultar num acidente com eletricidade, ainda mais no carnaval, momento de alegria em que o folião carrega bandeiras, mastros ou outros objetos que podem vir a colocá-lo em contato com fios elétricos.

Atendimento

A Operação Carnaval mobilizará equipes de técnicos, eletricistas e engenheiros nos plantões diários para atendimentos emergenciais e restabelecimento do serviço o quanto antes, em casos de desligamentos emergenciais durante a festa.