São Paulo, 20 de Fevereiro de 2013 - 19:00

Renova Energia inicia operação de seu primeiro projeto solar

Empreendimento abastecerá nova unidade da mineradora Yamana Gold, em Goiás

Da redação


Crédito: Getty Images

A Renova Energia informou nesta quarta-feira (200/2) que já está em operação o seu primeiro projeto solar fotovoltaico. A usina tem 25,6kW de potência e abastecerá a mineradora Yamana Gold, produtora de ouro. A usina solar está localizada no município de Pilar de Goiás, distante cerca de 250 km de Goiânia.

Mathias Becker, diretor-presidente da Renova Energia, destaca as vantagens competitivas do projeto. “Nesse modelo de geração, uma das vantagens é a redução dos custos com a transmissão, um serviço caro no Brasil, além de atender a crescente demanda da sociedade por uma energia limpa.”

“O sistema abastecerá toda a área administrativa do projeto Pilar, por meio da interligação à rede industrial, uma novidade que representa um marco rumo aos avanços em termos de sustentabilidade, um dos pilares da Yamana em todas as suas unidades e projetos.”, explica o diretor de Meio Ambiente Eder Luiz Santo.

A operação é o resultado do investimento realizado pela Renova nos últimos dois anos na geração solar. “Queremos ser competitivos em todas as fontes renováveis e já temos outros projetos em desenvolvimento”, adianta Mathias Becker, da Renova. A companhia aposta que a energia por meio do sol tende a tornar-se ainda mais difundida e acessível na medida em que receba incentivos para que sua cadeia produtiva se desenvolva.

O setor brasileiro de energia solar também foi favorecido recentemente pelas resoluções da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em abril de 2012, que demonstraram a intenção do governo em estimular a geração distribuída de energia elétrica por micro e mini geradores para consumo próprio.

A Renova acredita que um leilão do governo federal específico para a fonte solar possa contribuir de forma efetiva para o crescimento da indústria no Brasil.
 

 http://www.jornaldaenergia.com.br/ler_noticia.php?id_noticia=12583&id_secao=8